Notícias

Melo e Kubot vencem na estreia do Masters 1000 de Madri

Escrito em 06/05/2019
MarceloMelo

Dupla garantiu vaga nas oitavas de final (Foto: Divulgação)
Marcelo Melo e Lukasz Kubot estrearam com vitória no Masters 1000 de Madri, na capital espanhola. Nesta segunda-feira (6), pela primeira rodada, a dupla, cabeça de chave número 2, confirmou seu favoritismo e derrotou o japonês Ben McLachlan e o alemão Jan-Lennard Struff por 2 sets a 1, parciais de 7/5, 5/7 e 10-6, em 1h47min, para avançar no torneio. Agora, Melo e Kubot aguardam a definição dos adversários da próxima rodada, que sairão do jogo entre Robin Haase (Holanda) / Raven Klaasen (África do Sul) e os alemães Alexander e Mischa Zverev.

“Acho que hoje (segunda), no geral, foi uma bela estreia. Tivemos o jogo abaixo no primeiro set e no segundo. Conseguimos voltar, ganhar o primeiro set ainda. Depois estivemos na frente com match point. Acabamos não fechando, mas ganhamos no match tie-break. Então, foi muito importante ficar no jogo, independente das chances perdidas, e sobressair no match tie-break. Agora é aproveitar amanhã (terça), para treino, aprimorar algumas coisas, para jogar melhor ainda na próxima rodada”, analisou Marcelo, patrocinado por Centauro, BMG e Itambé, com o apoio da Volvo, Orfeu Cafés Especiais e Confederação Brasileira de Tênis. Melo e Kubot foram campeões em Madri em 2017.

Um equilibrado primeiro set deu início ao Masters 1000 de Madri para Melo e Kubot, com as duas duplas mantendo seus serviços até o oitavo game. Os adversários conseguiram a quebra primeiro, para marcar 5/4, mas a reação veio na sequência: salvando um set point, Melo e Kubot devolveram o break para deixar tudo igual novamente, 5/5. Em seguida, confirmaram o saque e quebraram para fazer 7/5 e vencer a série inicial, após 43 minutos.

McLachlan e Struff começaram o segundo set com um break, abrindo na sequência 2 a 0. Melo e Kubot foram, mais uma vez, em busca da reação e igualaram no sexto game, 3 a 3. Quando venciam por 5/4, tiveram três match points, mas os adversários salvaram o break, empatando em 5/5. Aí foram McLachlan e Struff que quebraram e, depois, confirmaram o serviço para vencer também por 7/5, em 48 minutos, e levar a definição para o match tie-break.

A reação dos adversários e a derrota na segunda série não abalaram a confiança de Melo e Kubot, que iniciaram o match tie-break dominando totalmente o jogo: abriram 7/2, depois 8/3, e viram McLachlan e Struff até esboçarem uma reação, mas mantiveram o controle e fecharam em 10-6 para comemorar a primeira vitória na Espanha.