Notícias

Roland Garros: Melo e Kubot param nas oitavas de final em Paris

Escrito em 02/06/2018
MarceloMelo

Dupla jogou como cabeça de chave número 1 (Foto: Divulgação)
O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot pararam nas oitavas de final de Roland Garros, em Paris, na França. Neste sábado (2), a dupla cabeça de chave número 1 foi derrotada pelo indiano Rohan Bopanna e o francês Edouard Roger-Vasselin, 13º pré-classificados, por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/6 (7-1) em 1h30min, em seu terceiro jogo no saibro da capital francesa.

“Infelizmente não conseguimos imprimir o mesmo ritmo que vínhamos jogando antes. Não tivemos um aproveitamento de primeiro saque tão bom quanto nos outros jogos, que acho que foi o que acabou custando o primeiro set. Depois até melhoramos um pouco, quebramos de volta, mas não foi o suficiente para seguir. Foi por detalhe. De repente, tivemos uma pequena chance mais para frente, para ter um break. Mas eles jogaram também muito bem, não deram muita chance, sacaram melhor e acho que isso acabou decidindo a favor deles”, explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.

Melo e Kubot entraram na quadra em busca de uma vaga nas quartas de final após jogarem muito bem para vencer as duas primeiras partidas em Paris e chegar na terceira rodada, neste sábado.

Mas, no primeiro set, quem conseguiu a quebra e a vantagem foi a dupla Bopanna e Roger-Vasselin, que marcou 4/3 no break do sétimo game e fechou, depois, em 6/4. Melo e Kubot até tiveram a chance de devolver a quebra na sequência, mas os adversários confirmaram e seguiram para vencer e sair na frente no jogo.

Bopanna e Roger-Vasselin começaram a segunda série com nova quebra. Melo e Kubot devolveram no quarto game, empatando em 2/2. A partida seguiu assim, até a definição no tie break. Aí, o domínio foi todo dos adversários. Melo e Kubot fizeram 1/0 e, depois, Bopanna e Roger-Vasselin conseguiram sete pontos na sequência, vencendo por 7/6 (7-1) e avançando no torneio.